1.29.2017

Olá!

Olá, amigos, faz tempo que não coloco nada aqui! Como estão???
Meus amigos encarnados e desencarnados saudades de vocês!
Estou vibrando hoje e sempre, hoje porque estou escrevendo e exteriorizando minhas palavras.
Estou vibrando para amigos e inimigos encarnados e desencarnados, que todos vocês sejam felizes, amem, aprendam a amar e dar valor tudo de bom que nos acontece que nos fazem andar para frente pelo amor e pelo perdão, e pela caridade que é amor em ação! E tirando proveito das situações negativas transformando em aprendizados e transformando do negativo para o positivo que possamos aprender melhor, que tudo vem do nosso pai! Infelizmente há aqueles quem segue pela dor e prefere por livre-arbítrio ficar estacionado no tempo e espaço, sentindo-se sempre vitimas e os outros sempre são culpados de suas colheitas negativas. Para esses dou o meu melhor dos meus fluidos e do meu ectoplasma, que a semente do amor ficam plantadas e germinem logo em seus corações e em suas mentes! Andem meus irmãos, caminhem no amor!!! Não percam tempo! Deixem de inimizades! Vamos andar juntos como irmãos que somos! Não fiquem estacionados! Reciclem  os fluidos de negativos para positivos! Amem sempre! Não sei quem são meus inimigos encarnados e desencarnados, quem estiver melhor ou igual a mim, recebam esses fluidos de amor e de perdão a vocês! recomeço sempre! E pra quem está um pouco evlutivamente atrasados que eu, também peço perdão de cabeça erguida e vamos andar juntos! Estendo minhas mãos pra puxa-los pra cima espiritualmente, vamos caminhar juntos, companheiros de jornada! dou meus melhores fluidos pra vocês para se curarem e evoluirem! Amem e perdoem!
Vamos caminhar!
Amem!
Obrigada Deus meu Pai por essa missão e lição maravilhosa!
Martinha 

11.28.2014

Evangelho 2o espiritismo. A 10 Leis Divinas.

As 10 leis Divinas no Evagelho segundo o Espiritismo:
A lei de Deus está formulada nos seguintes dez mandamentos:
1. Eu sou o Senhor, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da
casa da servidão. Não terás outros deuses estrangeiros diante de
mim. Não farás imagem talhada, nem figura nenhuma de tudo o
que está no Céu e na Terra, nem de tudo o que está nas águas e
debaixo da terra. Não os adorarás, nem lhes renderás cultos
soberanos.
2. Não tomarás em vão o nome do Senhor, teu Deus.
3. Lembra-te de santificar o dia de sábado.
4. Honra a teu pai e à tua mãe, a fim de viveres muito tempo na
Terra que o Senhor teu Deus te dará.
5. Não matarás.
6. Não cometerás adultério.
7. Não roubarás.
8. Não prestarás falso testemunho contra o teu próximo.
9. Não desejarás a mulher de teu próximo.
10. Não desejarás a casa de teu próximo, nem seu servo, ou serva,
nem seu boi, seu asno, ou qualquer outra coisa que lhe pertença.
Esta é a lei de todos os tempos e de todos os países e que, por isso
mesmo, tem um caráter divino. Todas as outras são leis estabelecidas
por Moisés, que se via obrigado a conter pelo temor um povo naturalmente
turbulento e indisciplinado, no qual tinha de combater os abusos e os
preconceitos enraizados adquiridos durante a época da escravidão no
Egito. Para dar autoridade às suas leis, ele atribuiu-lhes origem divina,
assim como o fizeram todos os legisladores dos povos primitivos: a
autoridade do homem precisava se apoiar sobre a autoridade de Deus.
Mas apenas a idéia de um Deus terrível podia impressionar homens
ignorantes, nos quais o sentido moral e o sentimento de uma delicada
justiça ainda estavam pouco desenvolvidos. É evidente que aquele que
tinha incluído entre os seus mandamentos: Não matarás; não farás mal a
teu próximo, não poderia se contradizer fazendo do extermínio um dever.
As leis mosaicas, propriamente ditas, tinham, portanto, um caráter
essencialmente transitório.
Jesus:
3 Jesus não veio destruir a lei, isto é, a lei de Deus. Ele veio cumprila,
ou seja, desenvolvê-la, dar-lhe seu sentido verdadeiro e apropriá-la
ao grau de adiantamento dos homens. É por isso que encontramos
nessa lei os princípios dos deveres para com Deus e para com o próximo,
que constituem a base de sua doutrina. Quanto às leis de Moisés
propriamente ditas, Jesus, ao contrário, modificou-as profundamente,
tanto no conteúdo quanto na forma. Combateu constantemente os
abusos das práticas exteriores e as falsas interpretações, e não lhes
podia ter dado uma reforma mais radical do que reduzindo-as a estas
palavras: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si
mesmo, e acrescentando: Está aí toda a lei e os profetas.
Por estas palavras, O Céu e a Terra não passarão antes que tudo
seja cumprido até o último jota, Jesus quis dizer que era preciso que
a lei de Deus fosse cumprida, ou seja, fosse praticada na Terra, em
toda sua pureza, com todos os seus desenvolvimentos e todas as
suas conseqüências; pois de que serviria estabelecer essa lei, se fosse
para o privilégio de alguns homens, ou mesmo de um único povo?
Sendo todos os homens filhos de Deus, são todos, sem distinção,
objeto da mesma dedicação.
4 Mas o papel de Jesus não foi simplesmente o de um legislador
moralista, apenas com a autoridade de sua palavra. Ele veio cumprir
as profecias que tinham anunciado sua vinda. Sua autoridade vinha
da natureza excepcional de seu Espírito e de sua missão divina. Ele
veio ensinar aos homens que a verdadeira vida não está na Terra, mas
no reino dos Céus; ensinar-lhes o caminho que os conduz até lá, os
meios de se reconciliarem com Deus e de preveni-los sobre a marchadas coisas que hão de vir, para o cumprimento dos destinos humanos.
Entretanto, Jesus não podia dizer tudo e, em relação a muitos pontos,
conforme Ele mesmo disse, limitou-se a lançar os germens das
verdades que não podiam ainda ser compreendidas. Ao falar de tudo,
o fez em termos às vezes mais, às vezes menos claros. Para
compreender o sentido oculto dessas palavras, seria preciso que novas
idéias e novos conhecimentos viessem nos dar a chave, e essas idéias
não poderiam vir antes que o Espírito humano adquirisse um certo
grau de maturidade. A Ciência deveria contribuir decididamente para
que essas idéias viessem à luz e se desenvolvessem. Seria, portanto,
preciso dar à Ciência o tempo de progredir.
A maxima que o Espiritismo ensina:
Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si
mesmo!